Quais são os maiores desejos de um líder? 

 

Nos últimos anos, observa-se de forma recorrente, que o maior desejo dos líderes é que eles possam contar com colaboradores comprometidos.

Uma das maiores queixas que tenho recebido em meus programas é a falta de comprometimento –  que se manifesta em atrasos, distração com celular, redes sociais, watts, faltas ao trabalho, pouco envolvimento nas atividades essenciais… Não é raro que ouço o seguinte discurso:

A pessoa “x” saiu para trabalhar em outra empresa, pois seu salário subirá R$ 50,00…

Isso tem acontecido na sua empresa? 

Deixe-me compartilhar uma pesquisa realizada por Luciano Loiola e publicada no livro Ser + Inovador em RH. Ele perguntou a um grupo de pessoas:O que você mais quer em relação a seu emprego?

Vejam as estatísticas:

  • Sentir-se constantemente treinado e crescendo profissionalmente; 45% 45%
  • Um trabalho desafiante que de proporcione sentimento de missão e propósito; 27.5% 27.5%
  • Uma liderança forte e inspiradora, que desafie e seja confiável; 14.5% 14.5%
  • Salário; 7% 7%
  • Empresa com forte imagem no mercado; 3.1% 3.1%
  • Bons colegas e chefes legais. 2.9% 2.9%
Agora, quero dar um exemplo de como tenho percebido o tratamento de funcionários, em muitas empresas que frequento.
Imagine que uma funcionária está trabalhando em uma tarefa combinada com seu gerente. Então ela se depara com um problema e ao procurar seu gestor lhe diz:
Fiz o que combinamos, mas não está funcionando…

Ao receber a funcionária, o gestor lhe sugere como realizar de outra maneira, passando instruções diferentes… Ou seja, é uma forma de gestão, na qual as respostas são dadas ao colaborador, de forma pronta, sempre que surgem dúvidas. E, muitas vezes, o próprio gestor decide fazer a atividade.

  • Nesta abordagem, essa funcionária está sendo treinada e desafiada?
  • Este líder está sendo inspirador?
  • Estamos comprometendo esse colaborador?
Você deve ter percebido que a resposta para todas essas perguntas é NÃO.
 
Isso significa que precisamos de uma nova abordagem, e o programa Líder Coach aborda esses recursos…
Agora apresento como a situação anterior pode ser representada à luz da liderança Coach.

Imagine que uma funcionária está trabalhando em uma tarefa combinada com seu gerente. Então ela se depara com um problema e, ao procurar seu gestor, lhe diz:

Fiz o que combinamos, mas não está funcionando…
Ao receber a notícia, seu gestor lhe faz o seguinte questionamento:
 Você consegue identificar onde e quando a dificuldade começou?
Após ouvir sua colaboradora, a qual lhe responde que sabe quando o problema começou, ele lhe faz outra pergunta: 

Você tem alguma sugestão de como lidar com isso?

Após ouvi-la novamente, de forma atenta, o gestor então lhe incentiva a prosseguir com o trabalho – visto que a solução pareceu-lhe muito boa…

Certamente você percebeu a diferença!!! Claro que aqui existem muitas possibilidades de resposta ao gerente, quando este faz a pergunta sobre como lidar com a situação. Mas é possível perceber que essa conversa gera envolvimento e busca comprometer seu colaborador. Aqui ele foi ouvido, teve a possibilidade de pensar e participar!!

Então se você quer fazer diferente de agora em diante, considere participar do programa Líder Coach! Juntos podemos ampliar sua percepção e descobrir novas formas de comprometer seus colaboradores.

Espero que essa dica tenha ajudado e que possa compartilhar muitas outras aqui no blog. Deixe abaixo seus comentários e dúvidas. Terei o maior prazer em respondê-las!


Um grande abraço
Deisi

 

×

Powered by WhatsApp Chat

× Fale pelo Whatsapp