Para falarmos de Criar Conscientização, proponho inicialmente, transcrevermos da International Coach Federation – ICF, seu conceito da oitava habilidade do Coach: “Criando Conscientização – Habilidade de integrar e avaliar com precisão as múltiplas fontes de informação, e fazer interpretações que ajudam o cliente a se conscientizar e a partir disto atingir os resultados estabelecidos.”.

Tanto para o Coach, líderes ou cada um de nós como interlocutores, devemos levar em conta que a conscientização, nos conduz a mudanças.
Citando o Paradoxo da Mudança: Mudança ocorre quando você se torna o que você É. Não quando você tenta ser o que você não é. (Arnold Beisser, AoEC).
Consciência leva à mudança – Apenas se pode estar consciente “no aqui e agora”.

No meio do processo de coaching, deve ocorrer a significação aprofundada do conteúdo e dos propósitos norteados durante este processo. Entendimento que deve sustentar as ações e planos propostos.

Devemos estar atentos e focados no Desenvolvimento da Consciência, fazendo uso dos níveis de escuta: Durante a conversa social, na Escuta Ativa ao conteúdo e, no que não está sendo dito. Para este desenvolvimento de consciência, devemos levar em conta o modelo básico do funcionamento Humano: Paladar-Tato-Visão-Audição-Olfato; devemos observar os sentimentos físico-emocionais: Coração e emoções expressas. E de modo especial, o Coach, os líderes e nós para tal estado de consciência, devemos estar empoderados com nosso Pensamento visceral – “daquilo que eu imagino, do que intuo”. Isto leva o cliente e a nós a um comportamento de ação.

Lembramos algumas das principais Intervenções (perguntas) no desenvolvimento da consciência:

  • O que está acontecendo em você enquanto me diz isto?
  • O que você está pensando neste momento?
  • Como você está se sentindo neste momento?
  • O que você gostaria de fazer agora?

Simplesmente perceba o cliente, ao outro e a si (self); dê feedback do que você tem consciência em você e no outro. Tenha respeito à pessoa inteira; paciência e confiança no processo; não julgue – tudo é informação, não é bom, ruim, certo ou errado. Este é um relacionamento de iguais, duas pessoas focadas no desenvolvimento da consciência de uma.

Esta é a habilidade para integrar e avaliar com precisão várias fontes de informação e fazer interpretações que ajudem a si próprio ao cliente, ao time a ganhar consciência e, assim, alcançar resultados desejados.

Kelly Cevallos- Coach- ICA.

×

Powered by WhatsApp Chat

× Fale pelo Whatsapp