Ao vermos alguém bocejar do outro lado do trem, na rua ou no ônibus, muitas vezes nos dá vontade de fazer o mesmo. Eu sempre acabo “imitando”. Tento controlar a vontade, mas não consigo. Bocejar é uma ação contagiante!

Mas, existem outras formas de contágio que atuam num campo muito mais sutil… Assista o vídeo abaixo que você terá maior entendimento sobre o restante dessa publicação.

O vídeo acima mostra como podemos provocar emoções em outras pessoas.

Conscientemente, o personagem faz os demais sintonizarem com a emoção sugerida (bom humor / risos), lhes tirando de uma seriedade evidente, beirando o mau humor.

No entanto, de forma inconsciente também somos capazes de provocar qualquer emoção em outras pessoas, e elas em nós.

A psicologia chama este fenômeno de “Contágio emocional“. Este é o nome dado ao mecanismo pelo qual o padrão de sentimentos de uma pessoa é transmitido para outra.

Estudos mostram que nosso cérebro, da mesma forma que verifica sinais de perigo, detecta sinais de emoção nas outras pessoas. Esta percepção ocorre através da amígdala, uma área do tamanho de uma amêndoa, responsável por essa hipervigilância, que desencadeia ainda reações de luta, fuga e inércia diante de situações perigosas.

Este processo de contágio, ocorre em três fases distintas:

1# Mímica inconsciente: inconscientemente copiamos os sinais não verbais um do outro. Nossa expressão facial pode mudar, assim como nossa postura e movimentos;

2# feedback: uma vez que houve a imitação, agora o sentimento também busca assemelhar-se. Ficamos alegres ou tristes, conforme percebemos esta emoção no outro.

3# Sintonia: nesta última fase ocorre o compartilhamento de emoções e comportamentos, até que ocorra uma sintonia mais profunda.

Então, após esta breve análise sobre as emoções e seu processo de contágio, busque identificar este fenômeno em seu ambiente profissional ou familiar. Como isto está presente no seu trabalho? E nas atividades em equipe? Em seus relacionamentos pessoais?

Uma vez consciente disso, sintonize com faixas mais positivas, trazendo mais energia para você!

Lembrando que também é possível gerar um sentimento positivo nos outros. Não estou dizendo para você sair dando gargalhadas no trem, longe disso! Mas, um “Bom Dia” mais energético, transmitindo vigor aos outros pode mudar completamente o seu dia – e dos outros a sua volta. Pense nisso.

Um abraço!

Deisi Nara!

 

Este conteúdo foi inicialmente publicado por Doses de Coaching.

×

Powered by WhatsApp Chat

× Fale pelo Whatsapp